Palma e as suas esculturas - parte 1

Outro dia li que possivelmente a primeira escultura feita no mundo foi realizada no Marrocos há mais de 400 mil anos e foi um objeto de pedra.

A arte de esculpir evoluiu com o passar dos anos e envolve, até hoje,  materiais como o ferro, bronze, plástico entre outros, adaptados em distintos tamanhos, formatos ou dimensões.

Adoro, como Guia de Turismo, poder mostrar as diversas esculturas espalhadas por Mallorca, e, também explicar a importância das mesmas, tanto no âmbito local, cultural ou histórico.

Mallorca, segundo os experts, é um lugar apaixonante à primeira vista. Muitos artistas decidiram viver aqui depois de umas rápidas férias, proliferaram as galerias de arte, e, um enorme espaço para a manifestação criativa.

Enumerar em um blog todas as obras de arte da Capital da Ilha é impossível, assim vou citar as primeiras mais importantes, na minha opinião:

Chama-se Palma e é uma obra do Escultor Pep Llambias (1954, Alaró, Mallorca). Você verá uma escultura pintada com um vermelho muito intenso. Tem mais de 3 metros de altura. O autor usou um tipo de ferro que evita a corrosão e depois pintou-a com laca. Foi comprada pelo Ayuntamiento (Prefeitura) de Palma em 1999 para a celebração da Universiada, famosos jogos universitários, realizados na cidade de 03 a 13.07.1999.

Está no Paseo Sagrera, pertinho do Consolat del Mar, sede do Governo das Ilhas Baleares.

Siga caminhando na direção da Catedral, e, verá outra escultura localizada no mesmo Paseo Sagrera, esquina da Avenida Antoni Maura. Esta é uma homenagem a Ramon Llull. Podemos admirar o chamado Doutor Iluminado com um enorme livro na sua mão esquerda. Nos rodapés da estátua, veremos também versos do mesmo em catalão, árabe e latim.

Esta obra foi feita em 1967 por Horário de Eguía Quintana (1914-1991). Por certo Ramon Llull nasceu em Palma em 1232 ou 1233. Desde criança era considerado um menino muito inteligente. Foi um pensador muito avançado para a sua época. Escreveu muitos livros sobre a moral e a ética da sua era. É considerado o pai do idioma catalão. Morreu em 1316 e encontra-se enterrado na Igreja de San Francesc, em Palma.

Atravessando a Avenida Antoni Maura você estará perto de um jardim chamado S’Hort del Rei - está no número 18. Foi um jardim medieval. Existem muitas esculturas neste espaço. A que mais nos chama a atenção é a do Hondero balear ou Forner balear. Na minha opinião, até o momento, é a que melhor define o valente habitante de Mallorca.

De acordo com a lenda, quando este era um menino e tinha fome, a sua comida estava preparada e posta em cima de uma árvore….para comê-la tinha que derrubá-la! Você deve  estar curioso para saber como fazia, verdade?

Utilizava um estilingue de corda e uma pedra na sua extremidade. Assim este guerreiro conseguiu sobreviver e tornou-se muito habilidoso na defesa da sua terra. Os Forners balears participaram em várias batalhas, incluída a Guerra das Gálias, comandada por Júlio César. Dizem que Quintus Cecilius Metelo, el fundador de Palma, em 123 a.C. teve que cobrir as suas naves com couro para evitar o forte impacto das pedras lançadas por estes bravos maiorquinos. 

Sobre a escultura, é uma obra em bronze, feita por Llorenç Rosselló (1867-1901). Ele nasceu em Alaró, Mallorca. Até hoje é considerado como o melhor escultor maiorquino do século XIX. Viveu em Lima e Paris. Teve uma grande influência de Auguste Rodin, famoso artista francês. Vale ressaltar que Rosselló, com esta obra, ganhou a Medalha de Prata na Exposición de Bellas Artes de Barcelona em 1898.

Nancy, 1972, de Alexander Calder (1898-1976). É uma escultura que se move com o ar. Calder era muito amigo de Joan Miró, artista catalão que viveu em Mallorca, desde 1926 quando estes viviam em Paris. Alexander é considerado o precursor da escultura cinética. Em 1959 expôs suas obras no Museu de Arte de São Paulo.

E para completar este Blog, pertinho do Palau March, está a estátua Monument ou Monument Dona, que carinhosamente a chamo de “El Huevo”. Foi feita pelo maestro Miró em 1970, é de bronze e mede mais de 2 metros de altura. Curta e aproveite para fazer muitas fotos porque ela é super interessante e diferente do que estamos acostumados a ver. Se você parar para pensar….terá muitos questionamentos sobre a presença do ovo, porque a parte central nos lembra uma pastilha de sabão, o que ele nos quis mostrar com esta obra?

Somente lhe digo que milhares de pessoas por dia estão ali desfrutando desta obra de arte.

Muito obrigada pela leitura! É com muito prazer que escrevo sobre este paraíso para que você possa planejar as suas próximas férias aqui. Se necessitar  alguma dica concretamente escreva para info@eliana-guia.com. Será um prazer poder ajudar. Se achou útil, compartilhe por favor.

Até o próximo Elianas Blog. 

Abraços de Mallorca,

 

Eliana Pacifico

Guia Oficial de Turismo das Ilhas Baleares.

 

Meu Facebook e meu Instagram

Escribir comentario

Comentarios: 0