A esquina mais fotografada de Palma de Mallorca: o Edificio Can Forteza Rey

Eu defino Palma de Mallorca como uma cidade muito fotogênica. Olhe por onde olhe, a Catedral, o Castelo de Bellver, o Palácio de la Almudaina etc são os primeiros que nos chamam a atenção. Os demais edifícios não são demasiado altos e apresentam-se em muitos estilos: gótico, neo-gótico, neo-mudejar, modernista, estilo regionalista e um sem fim de peculiaridades.

Por certo, a cidade viveu um período de euforia quando esteve presente aqui Antônio Gaudí, o famoso arquiteto catalão que trabalhou na Catedral de Palma durante um bom tempo, ou seja, de 1904 a 1914.

Esta presença gerou a construção de alguns prédios que até hoje são espetaculares tanto pela estrutura como pela sua singular decoração.

Não quero e nem posso comparar com o majestoso Edificio Flatiron de Nova Iorque no qual você pára, obrigatoriamente, para tirar uma ou dezenas de fotos naquela esquina de Manhattan. Assim que,  transportando-nos ao Mediterrâneo, o Edificio Can Forteza Rey, na minha modesta opinião, não fica para trás de nenhuma maneira.

Você deve de estar curioso querendo saber o endereço, já sei! É muito fácil de encontrar: está entre a Plaça de Cort - a da Prefeitura de Palma e a Plaza Mayor - é na Plaça del Marques del Palmer, 1. A sua fachada pode ser vista perfeitamente desde a elegante Calle Colón.

De acordo com a história, o prédio foi uma obra idealizada pelo Sr. José Forteza Rey Aguiló, joalheiro maiorquino, seu proprietário, talvez sobre 1907. Tem 6 andares nos quais identificamos o ferro adornando os balcões, as singulares janelas verdes, e muitos motivos que nos fazem lembrar o estilo Modernista de Gaudí. Este prédio foi construído para os filhos do Sr. Forteza viverem e trabalharem, ou seja, no andar de baixo existiu uma farmácia, e, no 1o andar, um consultório de dentista.

A fachada é um pouco complexa e diferente. Imediatamente você pensa que quem construiu foi Gaudí porque tem componentes que nos lembram a Casa Batlò e o Parc Güell, obras deste maestro e gênio na Catalunha. Na frente deste edifício é bastante numerosa a quantidade de motivos vegetais e florais, borboletas, a cerâmica esmaltada quebrada em pequenos pedaços e que é conhecida como Trencadis. Trencadis é outra invenção  gaudiniana. Existem também azulejos decorando o frontal e que são procedentes da então fábrica maiorquina La Roqueta. Foi fundada em 1897 e esteve funcionando até 1918. Esta empresa dedicou-se, principalmente, à confecção de azulejos em estilo Modernista. Colaborou com Gaudí no fornecimento deste material para as suas criações em outros lugares.

 

Voltando ao prédio em questão, pessoalmente, me chamam a atenção :

- as serpentes voadoras que parecem que estão cuspindo fogo com muita energia;

- cachos de flores vitrificadas que nos lembram os tradicionais buquês de noivas. São uma bonita exaltação à natureza;

- um rosto enorme que apresenta-se com a boca bem aberta, os olhos estatalados, rodeado por 2 dragōes. Pensando bem eu imagino que esta figura pode estar sentindo aquela tremenda dor de dente que todo mundo teve um dia, não é mesmo? Como comentei no começo, um dos filhos do criador deste edificio era dentista….

Aproveitando a visita, admire também o Edificio El Águila. Está ao lado. Foi um projeto de 2 arquitetos maiorquinos Gaspar Bennassar (1869-1933) e Jaume Aleña Guinart (1870-1945) em 1908. A sua fachada está composta por janelas muito grandes e amplas que nos mostram um estilo Art Nouveau bastante refinado. 

Se você quiser terminar este bonito passeio com um saboroso cafezinho e comer algo típico de Mallorca, posso lhe recomendar a minha cafeteria preferida: Forn del Santo Cristo. 

Está situada no andar de baixo do prédio Forteza Rey. São líderes na fabricacão de Ensaimada  -leia aqui-  sobre este manjar maiorquino - e outros doces e salgados. Elaboram o suco de laranja no momento - delicioso também. Tenha paciência para sentar-se alí porque nem sempre está vazia, e assim poderá desfrutar  de um ambiente agradável e elegante. As funcionárias são muito simpáticas e lhe orientarão sobre os produtos. O horário (todos os dias) é de 08:30h às 20:30h.

Em outras oportunidades eu escreví sobre o Modernismo no Elianas Blog. Se quiser conferir:

Can Casasayas

El Gran Hotel de Palma.

Você está planejando as suas próximas férias para Mallorca? Quer conhecer mais lugares interessantes em um tour de 4 horas? Mais detalhes em info@eliana-guia.com . Os tours são particulares e podem ser feitos em português, inglês ou castelhano.

Muito obrigada pela leitura e até a próxima!

Meu Facebook e meu Instagram.

 

Abraços de Mallorca,

Eliana Pacifico

Guia Oficial de Turismo das Ilhas Baleares.

www.eliana-guia.com Blog Feed

O vidro soprado maiorquino (mié, 01 abr 2020)
De acordo com a história foram os romanos os responsáveis pela difusão da técnica do vidro soprado pelo Mediterrâneo. Uma coisa eu estou muito segura é que a pessoa que o elabora têm bons pulmões, paciência e precisão. É muito parecido à produção de bolhas de sabão ... Os profissionais deste setor utilizam um tubo muito comprido e fino através do qual väo soprando continuamente uma massa de vidro fundido muito quente para criar um objeto que poderá ser, por exemplo, uma garrafa, um cinzeiro ou uma azeiteira. É um processo artesanal muito laborioso.Estes produtos também podem ser feitos com moldes através de máquinas. No caso de Mallorca, a fabricação deste tipo de vidro começou sobre o século XVIII através de Gordiola, uma empresa situada em Algaida, um bonito povoado maiorquino. O edifício, inaugurado há mais de 50 anos, é uma espécie de um palácio, no qual você pode ver o trabalho dos funcionários utilizando fornos que alcançam 1.200 graus de combustão, visitar um museu com interessantes peças de cristal de todo o mundo e a sua loja. Mallorca tem mais 2 fábricas de vidro soprado: Lafiore, onde é produzida a bonita azeiteira de cristal entre outros produtos. É um artigo elegante e bastante vendido. Eles trabalham com o vidro reciclado e apostam por um processo criativo inovador. Não existe um produto igual ao outro.As peças são únicas! Para Menestralia, a outra empresa fundada em 1965, o artesanato não tem fronteiras e renunciar à industrialização ê uma forma de manter e conservar toda a arte e magia de um ofício milenário.  Nesta fábrica o vidro é fundido durante 8 horas em um forno a 1.300 graus. A esta “massa” serão acrescentados minerais para obter uma determinada cor. Uma vez finalizada a etapa de soprado e da elaboração do objeto, esta peça será introduzida em um outro forno chamado “arca corredera” durante 4 horas para que, pouco a pouco, alcance a temperatura ambiente. O vidro maiorquino recebeu uma grande influência do vidro veneziano e é multicolor, além de ser de uma incrível tradição. Endereços e horários das Lojas:   Vidrios de Arte Gordiola Carretera Palma-Manacor Km 19 - Algaida De segunda-feira a sábado - 09:00 H - 18:00 H Domingo - 09:30 H - 13:30 H   La Fiore Carretera Valldemossa , km 11 - S’Esgleieta De segunda-feira a sexta-feira - 09:00 H - 18:00 H Sábado - 09:00 H - 13:00 H Domingo - fechada.   Menestralia Autopista Palma Sa Pobla Km 36 - Campanet De segunda-feira a sexta-feira - 10:00 H - 19:00 H Sábado - 10:30 H - 13:30 H Domingo - fechada.   Muito obrigada pela leitura e até o próximo Eliana’s Blog com mais casos interessantes sobre Mallorca. Abraços de Mallorca, Eliana Pacifico Guia Oficial de Turismo das Ilhas Baleares   Meu Facebook e meu Instagram
>> Leer más

Os Jardins do Palácio de Marivent (Tue, 10 Mar 2020)
Em maiorquino a palavra Marivent significa mar e vento. Joan Saridakis, Egípcio, pintor e colecionador de arte, decidiu comprar um terreno em Cala Major, Palma de Mallorca e construir um palácio com vistas ao Mar Mediterrâneo. De acordo com a história, ele era muito rico, fruto do seu trabalho como engenheiro de minas de cobre no Chile. A construção do edifício foi super rápida, ou seja, de 1923 a 1925. Assim foi criado o Palácio de Marivent.  Depois da morte de Saridakis em 1965, e de acordo com a sua vontade, a sua viúva decidiu doar este prédio ao então Governo das Ilhas Baleares que posteriormente decidiu passá-lo à Familia Real Espanhola para as suas férias na Ilha. Desde 2017, o atual Governo das Ilhas Baleares decidiu abrir os jardins do Palácio de Marivent para visitação pública.O acesso é grátis. Estes jardins têm uma área verde de uns 9.155 metros quadrados. Está muito bem cuidado e é pequeno se o comparamos com outros espaços naturais. Dispõe de acesso para cadeirantes, toaletes e bancos para poder se sentar e desfrutar de um ambiente tranquilo e agradável. Além de ser um lugar onde você encontrará muita vegetação nativa de Mallorca. A família do artista catalão, Joan Miró cedeu 12 esculturas de bronze para decorá-lo de uma maneira muito original. Leia aqui sobre a excursão programada para este lugar. Um detalhe muito importante: os jardins estão fechados durante a semana santa (uns 15 dias) e de 15 de julho a 15 de setembro porque é a época das férias da Familia Real Espanhola em Mallorca. Jardins de Marivent Avinguda de Joan Miró, 229 Palma de Mallorca Horário: De segunda-feira a domingo: 09:00h a 16:30h. Muito obrigada pela presença e se gostou, por favor, compartilhe o artigo. É um enorme prazer escrever sobre este paraíso chamado Mallorca. Até o próximo Eliana’s Blog.   Abraços de Mallorca, Eliana Pacifico Guia Oficial de Turismo das Ilhas Baleares   Meu Facebook e meu Instagram Nombre Email Mensaje He leído y acepto la Política de privacidad. Atención: Los campos marcados con * son obligatorios.
>> Leer más

Escribir comentario

Comentarios: 0