A esquina mais fotografada de Palma de Mallorca: o Edificio Can Forteza Rey

Eu defino Palma de Mallorca como uma cidade muito fotogênica. Olhe por onde olhe, a Catedral, o Castelo de Bellver, o Palácio de la Almudaina etc são os primeiros que nos chamam a atenção. Os demais edifícios não são demasiado altos e apresentam-se em muitos estilos: gótico, neo-gótico, neo-mudejar, modernista, estilo regionalista e um sem fim de peculiaridades.

Por certo, a cidade viveu um período de euforia quando esteve presente aqui Antônio Gaudí, o famoso arquiteto catalão que trabalhou na Catedral de Palma durante um bom tempo, ou seja, de 1904 a 1914.

Esta presença gerou a construção de alguns prédios que até hoje são espetaculares tanto pela estrutura como pela sua singular decoração.

Não quero e nem posso comparar com o majestoso Edificio Flatiron de Nova Iorque no qual você pára, obrigatoriamente, para tirar uma ou dezenas de fotos naquela esquina de Manhattan. Assim que,  transportando-nos ao Mediterrâneo, o Edificio Can Forteza Rey, na minha modesta opinião, não fica para trás de nenhuma maneira.

Você deve de estar curioso querendo saber o endereço, já sei! É muito fácil de encontrar: está entre a Plaça de Cort - a da Prefeitura de Palma e a Plaza Mayor - é na Plaça del Marques del Palmer, 1. A sua fachada pode ser vista perfeitamente desde a elegante Calle Colón.

De acordo com a história, o prédio foi uma obra idealizada pelo Sr. José Forteza Rey Aguiló, joalheiro maiorquino, seu proprietário, talvez sobre 1907. Tem 6 andares nos quais identificamos o ferro adornando os balcões, as singulares janelas verdes, e muitos motivos que nos fazem lembrar o estilo Modernista de Gaudí. Este prédio foi construído para os filhos do Sr. Forteza viverem e trabalharem, ou seja, no andar de baixo existiu uma farmácia, e, no 1o andar, um consultório de dentista.

A fachada é um pouco complexa e diferente. Imediatamente você pensa que quem construiu foi Gaudí porque tem componentes que nos lembram a Casa Batlò e o Parc Güell, obras deste maestro e gênio na Catalunha. Na frente deste edifício é bastante numerosa a quantidade de motivos vegetais e florais, borboletas, a cerâmica esmaltada quebrada em pequenos pedaços e que é conhecida como Trencadis. Trencadis é outra invenção  gaudiniana. Existem também azulejos decorando o frontal e que são procedentes da então fábrica maiorquina La Roqueta. Foi fundada em 1897 e esteve funcionando até 1918. Esta empresa dedicou-se, principalmente, à confecção de azulejos em estilo Modernista. Colaborou com Gaudí no fornecimento deste material para as suas criações em outros lugares.

 

Voltando ao prédio em questão, pessoalmente, me chamam a atenção :

- as serpentes voadoras que parecem que estão cuspindo fogo com muita energia;

- cachos de flores vitrificadas que nos lembram os tradicionais buquês de noivas. São uma bonita exaltação à natureza;

- um rosto enorme que apresenta-se com a boca bem aberta, os olhos estatalados, rodeado por 2 dragōes. Pensando bem eu imagino que esta figura pode estar sentindo aquela tremenda dor de dente que todo mundo teve um dia, não é mesmo? Como comentei no começo, um dos filhos do criador deste edificio era dentista….

Aproveitando a visita, admire também o Edificio El Águila. Está ao lado. Foi um projeto de 2 arquitetos maiorquinos Gaspar Bennassar (1869-1933) e Jaume Aleña Guinart (1870-1945) em 1908. A sua fachada está composta por janelas muito grandes e amplas que nos mostram um estilo Art Nouveau bastante refinado. 

Se você quiser terminar este bonito passeio com um saboroso cafezinho e comer algo típico de Mallorca, posso lhe recomendar a minha cafeteria preferida: Forn del Santo Cristo. 

Está situada no andar de baixo do prédio Forteza Rey. São líderes na fabricacão de Ensaimada  -leia aqui-  sobre este manjar maiorquino - e outros doces e salgados. Elaboram o suco de laranja no momento - delicioso também. Tenha paciência para sentar-se alí porque nem sempre está vazia, e assim poderá desfrutar  de um ambiente agradável e elegante. As funcionárias são muito simpáticas e lhe orientarão sobre os produtos. O horário (todos os dias) é de 08:30h às 20:30h.

Em outras oportunidades eu escreví sobre o Modernismo no Elianas Blog. Se quiser conferir:

Can Casasayas

El Gran Hotel de Palma.

Você está planejando as suas próximas férias para Mallorca? Quer conhecer mais lugares interessantes em um tour de 4 horas? Mais detalhes em info@eliana-guia.com . Os tours são particulares e podem ser feitos em português, inglês ou castelhano.

Muito obrigada pela leitura e até a próxima!

Meu Facebook e meu Instagram.

 

Abraços de Mallorca,

Eliana Pacifico

Guia Oficial de Turismo das Ilhas Baleares.

www.eliana-guia.com Blog Feed

Artà 2 (sáb, 10 oct 2020)
Iglesia Parroquial de la Transfiguración del Señor - A construção original desta igreja começou no século XIII depois da conquista de Mallorca pelo Rei Jaime I de Aragão. Entretanto, em 1573, os governantes iniciaram a construção de um novo prédio para substituir o anterior. Eles demoraram aproximadamente uns dois séculos para  concluirem as obras. Mosaico na calçada em frente à igreja Mosaico na calçada em frente à igreja  Nos dias de hoje, o acesso à igreja, pode ser feito através de dois portais: “Portal Mayor” ou “Ses Dones” (mulheres), que é do século XIX ou o “Portal dels Homes (homens), que é do século XVIII, e que não foi terminado. O edifício é enorme e no seu exterior os contrafortes que ajudam na sustentação da sua abóboda nos chamam muito a atenção além de desempenhar um papel de embelezamento do conjunto religioso. No interior desta igreja existem 14 capelas entre as quais dedicadas à Santa Luzia, Santo Antônio Abad, São José e ao Rosário. Santuario de San Salvador - Perto da igreja paroquial existe uma escadaria com 180 degraus que nos leva ao Santuario de San Salvador. De acordo com os historiadores alí existia uma mesquita que pertenceu a uma  fortificação que chamava-se Almudaina. Era bastante estratégica na época dos árabes. O Rei Jaime I de Aragão em 1229 apropriou-se do lugar e ordenou a construção de um edifício cristão. Este recinto encontra-se dentro de uma muralha que varias vezes foi modificada.  Na muralha também existem varias torres sendo que uma delas está dedicada a São Miguel. O atual santuário foi construído em 1825 e possui uma igreja de estilo renascentista que conserva uma escultura da “Virgen de Sant Salvador” trazida da Catalunha por monges que acompanhavam o Conquistador de Mallorca. Outro detalhe importante é que o templo anterior serviu como hospital em 1820 durante a peste bubônica que matou mais de 1.200 pessoas em Artà e cidades vizinhas. Dentro deste recinto encontra-se a “Casa del Donat” que é originaria do século XVI e era onde morava a pessoa encarregada de administrar todo este conjunto. Ela foi reformada em 1971. Destaca-se uma janela renascentista decorada com padrões vegetais geométricos.  Monasterio de Santa María de Bellpuig - Está localizado no Cami Vell de Ciutat a uns 3 quilômetros de Artà. Este mosteiro foi fundado durante o século XIII. Foi um presente do Rei Jaime I aos monges premonstratenses da Abadia de Bellpuig de les Avellanes da Catalunha. Naquela época, visando o repovoamento de Artà, os monges usaram prédios construídos pelos romanos e árabes para serem anexados às novas construções. De todas estas obras, nos dias de hoje, somente a igreja gótica encontra-se bem conservada. © cepaArta © cepaArta E o artesanato tão famoso da cidade…como é? Sim, ele faz parte do dia-a-dia de Artà. Os artesãos elaboram a “llatra”. E do que se trata? Eles  trançam muito bem as folhas secas da palmeira nativa de Mallorca que chama-se “Garballó”, e assim  fazem cestas, bolsas para a compra e a praia e o que a criatividade mande! Por certo, a colheita destas folhas é feita de uma maneira exclusiva durante os primeiros quinze dias de julho e são secas debaixo do forte sol do verão maiorquino. Foto Wikipedia Foto Wikipedia www.illesbalears.travel www.illesbalears.travel A minha sugestão quando você estiver passeando pela cidade é tomar um cafezinho em um dos inúmeros bares da cidade e saborear uma ensaimada, um cocarróis, um gatò, ou um pamboli….doces e salgados maiorquinos muito saborosas que as confeitarias de Artà sabem fazê-las muito bem.   Gostou da leitura e de conhecer como é Artà? Compartilhe, por favor, com a família e amigos! Para o próximo Eliana’s Blog prometo mais novidades sobre Mallorca. Obrigada pela leitura e presença. Abraços de Mallorca,   Eliana Pacifico Guia Oficial de Turismo das Ilhas Baleares   Meu Facebook e meu Instagram
>> Leer más

Arta I (Thu, 27 Aug 2020)
Artà está situada no nordeste de Mallorca. Se você for de carro, o percurso será de uns 60 minutos desde o Aeroporto Internacional de Palma. A sua população é de aproximadamente uns 7.500 habitantes e esta cidade destaca-se pela sua cerâmica, produção agrícola, confeitaria, bolsas e produtos de vime muito originais. Os artanencos são conhecidos em toda Mallorca como pessoas que gostam muito de organizar e participar em festas. Por exemplo, desde 1581, eles comemoram o dia dedicado a Santo Antônio Abad, o padroeiro dos animais. As suas ruas são enfeitadas e o dia 16 de janeiro está dedicado às procissões, bailes regionais, fogueiras, shows, músicas, fogos artificiais etc. Chama muito a atenção a participação dos “Demonis” (diabos) dançando com a gente a um ritmo muito animado. É uma tradição muito antiga em quase todas as cidades maiorquinas. Entretanto o seu padroeiro é Sant Salvador cujas festas  são celebradas no começo de agosto.    Muitas civilizações estiveram em Artá, como por exemplo, os romanos, e, na época dos muçulmanos esta área era conhecida como o Distrito de Yartán. Ses Païsses, um povoado talaiótico, também está situado em Artà. De acordo com os historiadores, este núcleo existiu entre 850-123 a.C.. Este acampamento é um dos mais bem conservados de Mallorca, e, desde 1946 foi declarado  “Monumento Histórico-Artístico”. Por certo, a expressão Talayot origina-se do catalão e eram edifícios  criados com pedras bastante pesadas e grandes. Funcionavam como uma espécie de torre de vigilância e eram usados como o centro de uma sociedade. Ao redor deste prédio existiam as casas onde vivia  a população. Estas construções podem ser encontradas tanto em Mallorca como na Ilha de Menorca. Ses Païsses, um povoado talaiótico Ses Païsses, um povoado talaiótico Talaiot de ses Llenques. a pocos metros de la carretera Artá - Colònia de St. Pere. Talaiot de ses Llenques. a pocos metros de la carretera Artá - Colònia de St. Pere. O verde também está presente através do Parque Natural de la Península de Llevant. Montanhas, praias pouco visitadas e não massificadas, dunas, pinheiros, palmitos bem como tartarugas, gaivotas, águias, cabras, ovelhas etc estão neste entorno.   Sobre as praias ou calas em Artà vale destacar que as mesmas estão situadas a mais de 10 quilômetros da cidade, e, que o acesso às mesmas, na maioria das vezes, é feito através de caminhos na montanha. Estes percursos duram entre 20 minutos ou 2 horas dependendo do lugar escolhido. Se você gosta de caminhar valerá a pena contemplar as maravilhosas vistas sobre o mar e a montanha. Dentro deste conjunto existe uma exceção, a “Playa Colònia de Sant Pere”. Ela é considerada urbana e a sua localização está muito bem sinalizada entre o porto de Alcudia e Artà através da Autovia Ma-12. A Colònia é bastante tranquila, com muitas casas que pertencem aos maioquinos que vão ali para curtir o verão , com lugares para estacionar o carro tranquilamente e não é massificada. Um extenso passeio,bares, cafés, restaurantes e umas poucas lojas compôem este Resort. Quase todo o centro da cidade de Artà está organizado para os pedestres! Você vai ficar surpreso com as mansões que foram construídas entre os séculos XIX e XX pelos seus moradores que emigraram à América, Cuba etc e que depois de acumular uma tremenda fortuna, decidiram voltar à sua cidade natal e aí construir a casa mais bonita que a do seu vizinho. São os conhecidos “Indianos”. Nos dias de hoje muitas destas mansões transformaram-se em hotéis, museus, casas de cultura e são estupendas. O que mais posso indicar para visitar nesta cidade tão atrativa? Prometo para o próximo Eliana’s Blog! Muito obrigada pela leitura e presença. Gostou das fotos e de ler um pouco mais sobre Mallorca, por favor, compartilhe com a família e amigos. Até o próximo Eliana’s Blog. Abraços de Mallorca,   Eliana Pacifico Guia Oficial de Turismo das Ilhas Baleares   Meu Facebook e meu Instagram.   
>> Leer más

Escribir comentario

Comentarios: 0