Carrer de L’ Almudaina - a Rua ideal para conhecer um pouco mais da história de Mallorca

A Carrer (rua) de L’ Almudaina está muito próxima à Catedral e à Prefeitura de Palma. É muito fácil de encontrá-la. Começa na Carrer Palau Reial e termina na Carrer d’en Morei. É bastante estreita e curta. É uma rua típica do centro histórico de Palma de Mallorca com um fantástico acervo cultural. Aqui você conhecerá  casas senhoriais e os seus pátios. Apresentam-se em diversos estilos. Um famoso arco une-se  ao conjunto para lhe dar mais glamour ainda!

A cidade de Palma foi fundada pelos romanos no ano 123 a.C. e Mallorca esteve sob o comando dos árabes de 903 a 1.229.

Todos os nomes que começam por “al” são de origem árabe e Almudaina significa fortaleza (al-mudayna).

Vamos ao assunto e começo pelo primeiro pátio:

 

Can Oleo - Carrer de L’Almudaina nº 4.

A casa é do século XIII. Entretanto no século XV pertenceu a uma família de corsários da Coroa de Aragão chamada Thomàs. O seu nome atual procede da pessoa que foi o seu último proprietário, Francesc Oleo, que era médico. Tem uma extensão de mais de 2000 metros quadrados distribuídos em 4 andares. O que se pode ver e visitar deste edifício, que é protegido como Bien de Interés Cultural, é a entrada principal, ou seja, o seu pátio. Esteja atento aos detalhes da escada gótica do século XV que nos chama a atenção  e que está à esquerda.É única neste gênero na cidade. Está decorada com motivos circulares imitando rosas. 

À direita estão as janelas de estilos renascentista e gótico. Simplesmente fantásticas. Por certo, Can Oleo esteve sob reforma durante 5 anos e foi reinaugurada em 2011.

Atualmente é a Sede da UIB - Universidade das Ilhas Baleares.

 

Seguindo o nosso passeio, a próxima casa chama-se Can Oms - Carrer de L’Almudaina nº 7. Foi propriedade de Jerònim Doms em 1.642. Ele era de origem nobre. Durante os séculos XVII e XVIII foi habitada pela Familia Oms. O pátio é bastante amplo: à esquerda existe um portal com uma decoração gótica, proveniente de uma outra casa. À direita, depois de um bonito artesoado de madeira e os arcos rebaixados está uma cisterna com formato octogonal.

Não deixe de fotografar uma janela que compõe-se com um balcão - em espanhol “ventana balconera” - aí apreciamos o brasão da Familia Oms.

O acesso à casa era feito por umas escadarias com varanda forjada em ferro. Muito elegantes.

 

A outra casa senhorial encontra-se no número 9 - chama-se Can Bordils (também Can Villallonga-Escalada ou Can Sureda-Zanglada). De acordo com a história, este prédio tem a sua origem na época islâmica. Pertenceu à varias famílias e o seu último nome provêm dos “Bordils” que aí habitaram do século XVII ao século XIX.

 

Muito interessantes as duas janelas renascentistas na sua fachada. Em Mallorca, como em muitas cidades da Europa, era muito comum que as famílias com alto poder aquisitivo, tivessem o seu próprio escudo. Este era colocado nas portas, colunas ou janelas, como neste caso. 

Em 1.554 a Familia Sureda-Zanglada a reformou. O pátio de Can Bordils é quadrado e tem arcos nos quatro lados.

Tanto Can Oms como Can Bordils pertencem à Prefeitura de Palma e têm um horário que podem ser visitados e fotografados os seus pátios, ou seja, de segunda-feira à sexta-feira, de 09:00 às 14:00, exceto feriados. Fora destes horários, poderão ser fotografadas da rua.

 

As surpresas não terminaram…

Pegadinhos à Can Bordils, e, sempre está fechado o portão, mas pode-se fotografar perfeitamente, existem dois arcos renascentistas que são resultado de uma reforma  feita no imóvel quando este era habitado, de acordo com informações da Guia de Turismo das Ilhas Baleares, Maria Dolores Garcia Lopez, Lola.

Agora volto a falar dos romanos! Aproveite para fotografar o Arco de L’Almudaina, que com certeza, é a joia da coroa. Era a porta do recinto romano. Esta rua estava dentro da planificação urbana deste Império. Era o "Desumanos Norte". Nos tempos dos árabes foi usada como acesso ao Palácio de la Almudaina, de onde procede o seu nome.

Detrás do Arco existe uma estrutura de cimento usada desde os tempos mais antigos para evitar o golpe das rodas das carruagens. É engenhoso.       

Você verá um divertido mini crocodilo na parede de frente ao Arco. Não se assuste. Ria e muito! Este é fruto da famosa lenda palmesana “El Drac de na Còca”. Dizem que no século XVII um dragão assustava as pessoas que viviam perto da Catedral de Palma e adjacências quando saía de noite para buscar comida…

Mas as suas aventuras terminaram quando o valente Capitão Bartomeu Coc matou-o com a sua espada. Será que era um dragão ou uma pequena lagartixa? Mistérios e dúvidas da natureza!

 

O seu tour chegou ao final. E esta é a esquina da Carrer D’en Morey, outra rua icono em Palma. 

Eu curti muito escrever este blog e dar a você todas as dicas sobre a cidade de Palma de Mallorca que é super interessante.

Quer saber mais coisas ou tem alguma dúvida, é só escrever para  info@eliana-guia.com . Terei muito prazer em esclarecê-la. Achou útil? Por favor, compartilhe com os amigos.

 

Até a próxima vez e muitos abraços de Mallorca,

Eliana Pacifico

Guia Oficial de Turismo das Ilhas Baleares.

 

Meu Facebook e meu Instagram

 

www.eliana-guia.com Blog Feed

O Palácio de La Almudaina - 3 (lun, 20 jul 2020)
O ano de 1229 foi decisivo para Mallorca, ou seja, foi conquistada pelo Rei Jaime I de Aragão das mãos dos árabes que estavam aqui desde 903.  Entretanto, de acordo com os historiadores, as grandes reformas ou construções foram feitas pelo seu filho o Rei Jaime II, de Mallorca que assumiu o poder no ano de 1276 até 1311, ano do seu falecimento. Como já sabemos o Palácio de La Almudaina foi construído pelos árabes, e este rei o transformou para ser a sede da sua corte. Outra coisa interessante é que os arquitetos responsáveis pela sua conversão adotaram o estilo gótico para o mesmo. Foi uma tremenda novidade na Ilha. Este palácio nem sempre foi um palácio…durante o decorrer dos anos foi usado como prisão, palácio da justiça e do governo militar. Atualmente pertence ao Patrimônio Nacional Espanhol e é a residência oficial dos Reis Espanhois em Mallorca. Muitos personagens ilustres estiveram visitando-o, como por exemplo, Bill Clinton e a sua comitiva, quando este era o Presidente dos Estados Unidos.  Regressamos ao nosso passeio que começou há 2 Eliana’s Blog … Depois de ter visto os banhos árabes, automaticamente, você se dirigirá a um pátio exterior,chamado “Patio de Honor o de Armas”.  Neste espaço você verá uma parte do Portal principal da Catedral, uma fonte feita de mármore branco em forma de um leão, o “León de la Almudaina”, um exemplar autêntico da época muçulmana. À direita, perto das escadarias ou “Escalinata Real”, está situada uma pequena capela dedicada a Santa Anna. É conhecida como a Capela do Rei Jaime II, que a construiu em estilo gótico no século XIV. O portal da entrada foi feito com um magnífico mármore dos Pirinéus em estilo românico catalão. Dentro está uma parte das relíquias de Santa Praxedes. Por certo, o Palácio de La Almudaina está dividido em duas partes, a que pode ser visitada, ou seja, o Palácio do Rei e o Palácio da Rainha, onde está a Comandancia Militar de Baleares. No segundo andar estão situados os despachos - escritórios - do Rei e da Rainha da Espanha bem como salões que foram dedicados aos assessores reais.  Esteja atento aos inúmeros detalhes, como por exemplo, as tapeçarias, quadros, objetos de arte e ao magnífico teto presente em todas estas habitações. Ele foi perfeitamente preservado, e, posteriormente reformado  e nos dá uma ideia da inigualável arte muçulmana.  Todo o palácio nos chama muito a atenção, e, o final do recorrido, mais ainda! É fantástico o “Salón Gótico ou Salón Mayor que está situado depois dos escritórios reais. Atualmente é usado como um salão de cerimônias. Espero, de verdade, que você tenha gostado de conhecer esta outra maravilha maiorquina!  Aqui estão os outros blogs: Palácio de La Almudaina 1  Palácio de La Almudaina 2. Estou presente nas redes sociais e abaixo estão os links. Meu Facebook e meu Instagram   Abraços de Mallorca, Eliana Pacifico Guia Oficial de Turismo das Ilhas Baleares
>> Leer más

O Palácio de La Almudaina - 2 (Sat, 04 Jul 2020)
Continuamos com a nossa visita pelo Palácio de La Almudaina. Os árabes deixaram uma herança de palavras muito grande tanto na Espanha como em Mallorca, que até hoje estão presentes no nosso cotidiano, como por exemplo, nomes de cidades na Ilha: Alcúdia (que significa monte), Algaida (que significa bosque) ou o nome da Serra de Alfabia (que significa jarro de azeitonas), entre outras tantas coisas. E aproveito a ocasião para dizer que Almudaina significa fortaleza. Assim que o nosso passeio vai recomeçar.... Depois de comprar as entradas passaremos por um controle situado próximo à bilheteria como se estivéssemos embarcando no aeroporto. É rápido e sem burocracias.  Para aceder ao palácio entraremos por um corredor cujo teto é muito singular. Aprecie-o porque  a noite e o dia estão muito bem representados através de um artesonado. É a arte mudéjar. É do século XIV. Este tipo de arte é bastante exclusivo da Península Ibérica, que conjuga detalhes e influências árabes, ou seja, a junção das artes hispânica-musulmana. Aqui você verá janelas estreitas que serviram para a defesa do Palácio e uma outra com vistas aos exteriores do prédio.  A próxima sala é a das Chaminés. São 3 em total. Preste atenção ao quadro que homenageia o Rei Jaime I, o conquistador de Mallorca. Ele está diante dos governadores muçulmanos, que encontravam-se em posição  de submissão, possivelmente no dia oficial da conquista cristiana, ou seja, 31 de dezembro de 1229. Você verá os escudos de armas do Rei Felipe II e de Mallorca além de uma virgem de origem medieval. Este salão era maior e foi dividido em 1578 quando derrubou-se o seu teto. Por certo, o Rei Felipe II foi Rei da Espanha  de 1556 até 1598. Ele era filho do Rei Carlos I de Espanha (o Imperador Carlos V). Descubra quem foram os reis maiorquinos no Salão dos Reis. É impressionante a réplica da “cimera” ou uma espécie de adereço usado pelo Rei Jaime I no seu capacete. O arremate é em forma de dragão. No “Salón de Consejos” existem brasões do Rei Felipe II. Estão no teto. Tudo isto é para ratificar que ele foi o responsável pela reconstrução do palácio. Este enorme espaço está decorado com tapetes que foram tecidos em Bruxelas e móveis dos séculos XVI e XVII. Existe uma armadura super interessante. Flandres está presente no “Comedor de Oficiales” através de enormes quadros ou naturezas mortas que representam verduras, peixes, animais, aves e muitos personagens desempenhando o seu trabalho nas feiras.  O Imperador Carlos V também tem uma sala em sua homenagem. Aproveite para curtir os achados arqueológicos das épocas dos romanos e árabes. Todos estão expostos em vitrines.  Ao sair desta sala curta a fantástica vista sobre a baia de Palma. Prepare a camara de fotos porque valerá a pena.  A seguinte sala é a da “Guardia”. Aí estiveram os responsáveis pela defesa do rei. Ela está a poucos metros dos banhos árabes. Aqui vou falar de água, bem muito precioso que os árabes sempre souberam encontrar e cuidar! Os romanos também ! Estes últimos criaram as famosas termas que os árabes assimilaram o estilo técnico para criar a sala fria, a sala morna e a sala quente sendo que esta última era dedicada aos banhos com vapor. De acordo com os historiadores, debaixo deste lugar existiu um hipocausto, uma espécie de forno cujo principal objetivo era esquentar o ar  e fazê-lo circular nestas salas. Este espaço era exclusivo dos nobres walies ou governadores árabes. Através de sinalizações, você chegará ao exterior do recinto e terá muitas surpresas que eu prometo contar e mostrar no próximo Eliana’s Blog. Eu agradeço pela leitura e atenção. Quando tudo isto passar, venha curtir Mallorca porque você e a família merecem o melhor. Achou interessante? Compartilhe o texto, por favor. Eu estou presente no Facebook e Instagram postando fotos muito bonitas sobre a Ilha. Leia aqui sobre a 1a parte do Palácio de La Almudaina.   Abraços de Mallorca, Eliana Pacifico Guia Oficial de Turismo das Ilhas Baleares.   Meu Facebook e meu Instagram
>> Leer más

Escribir comentario

Comentarios: 0