Carrer de L’ Almudaina - a Rua ideal para conhecer um pouco mais da história de Mallorca

A Carrer (rua) de L’ Almudaina está muito próxima à Catedral e à Prefeitura de Palma. É muito fácil de encontrá-la. Começa na Carrer Palau Reial e termina na Carrer d’en Morei. É bastante estreita e curta. É uma rua típica do centro histórico de Palma de Mallorca com um fantástico acervo cultural. Aqui você conhecerá  casas senhoriais e os seus pátios. Apresentam-se em diversos estilos. Um famoso arco une-se  ao conjunto para lhe dar mais glamour ainda!

A cidade de Palma foi fundada pelos romanos no ano 123 a.C. e Mallorca esteve sob o comando dos árabes de 903 a 1.229.

Todos os nomes que começam por “al” são de origem árabe e Almudaina significa fortaleza (al-mudayna).

Vamos ao assunto e começo pelo primeiro pátio:

 

Can Oleo - Carrer de L’Almudaina nº 4.

A casa é do século XIII. Entretanto no século XV pertenceu a uma família de corsários da Coroa de Aragão chamada Thomàs. O seu nome atual procede da pessoa que foi o seu último proprietário, Francesc Oleo, que era médico. Tem uma extensão de mais de 2000 metros quadrados distribuídos em 4 andares. O que se pode ver e visitar deste edifício, que é protegido como Bien de Interés Cultural, é a entrada principal, ou seja, o seu pátio. Esteja atento aos detalhes da escada gótica do século XV que nos chama a atenção  e que está à esquerda.É única neste gênero na cidade. Está decorada com motivos circulares imitando rosas. 

À direita estão as janelas de estilos renascentista e gótico. Simplesmente fantásticas. Por certo, Can Oleo esteve sob reforma durante 5 anos e foi reinaugurada em 2011.

Atualmente é a Sede da UIB - Universidade das Ilhas Baleares.

 

Seguindo o nosso passeio, a próxima casa chama-se Can Oms - Carrer de L’Almudaina nº 7. Foi propriedade de Jerònim Doms em 1.642. Ele era de origem nobre. Durante os séculos XVII e XVIII foi habitada pela Familia Oms. O pátio é bastante amplo: à esquerda existe um portal com uma decoração gótica, proveniente de uma outra casa. À direita, depois de um bonito artesoado de madeira e os arcos rebaixados está uma cisterna com formato octogonal.

Não deixe de fotografar uma janela que compõe-se com um balcão - em espanhol “ventana balconera” - aí apreciamos o brasão da Familia Oms.

O acesso à casa era feito por umas escadarias com varanda forjada em ferro. Muito elegantes.

 

A outra casa senhorial encontra-se no número 9 - chama-se Can Bordils (também Can Villallonga-Escalada ou Can Sureda-Zanglada). De acordo com a história, este prédio tem a sua origem na época islâmica. Pertenceu à varias famílias e o seu último nome provêm dos “Bordils” que aí habitaram do século XVII ao século XIX.

 

Muito interessantes as duas janelas renascentistas na sua fachada. Em Mallorca, como em muitas cidades da Europa, era muito comum que as famílias com alto poder aquisitivo, tivessem o seu próprio escudo. Este era colocado nas portas, colunas ou janelas, como neste caso. 

Em 1.554 a Familia Sureda-Zanglada a reformou. O pátio de Can Bordils é quadrado e tem arcos nos quatro lados.

Tanto Can Oms como Can Bordils pertencem à Prefeitura de Palma e têm um horário que podem ser visitados e fotografados os seus pátios, ou seja, de segunda-feira à sexta-feira, de 09:00 às 14:00, exceto feriados. Fora destes horários, poderão ser fotografadas da rua.

 

As surpresas não terminaram…

Pegadinhos à Can Bordils, e, sempre está fechado o portão, mas pode-se fotografar perfeitamente, existem dois arcos renascentistas que são resultado de uma reforma  feita no imóvel quando este era habitado, de acordo com informações da Guia de Turismo das Ilhas Baleares, Maria Dolores Garcia Lopez, Lola.

Agora volto a falar dos romanos! Aproveite para fotografar o Arco de L’Almudaina, que com certeza, é a joia da coroa. Era a porta do recinto romano. Esta rua estava dentro da planificação urbana deste Império. Era o "Desumanos Norte". Nos tempos dos árabes foi usada como acesso ao Palácio de la Almudaina, de onde procede o seu nome.

Detrás do Arco existe uma estrutura de cimento usada desde os tempos mais antigos para evitar o golpe das rodas das carruagens. É engenhoso.       

Você verá um divertido mini crocodilo na parede de frente ao Arco. Não se assuste. Ria e muito! Este é fruto da famosa lenda palmesana “El Drac de na Còca”. Dizem que no século XVII um dragão assustava as pessoas que viviam perto da Catedral de Palma e adjacências quando saía de noite para buscar comida…

Mas as suas aventuras terminaram quando o valente Capitão Bartomeu Coc matou-o com a sua espada. Será que era um dragão ou uma pequena lagartixa? Mistérios e dúvidas da natureza!

 

O seu tour chegou ao final. E esta é a esquina da Carrer D’en Morey, outra rua icono em Palma. 

Eu curti muito escrever este blog e dar a você todas as dicas sobre a cidade de Palma de Mallorca que é super interessante.

Quer saber mais coisas ou tem alguma dúvida, é só escrever para  info@eliana-guia.com . Terei muito prazer em esclarecê-la. Achou útil? Por favor, compartilhe com os amigos.

 

Até a próxima vez e muitos abraços de Mallorca,

Eliana Pacifico

Guia Oficial de Turismo das Ilhas Baleares.

 

Meu Facebook e meu Instagram

 

www.eliana-guia.com Blog Feed

Sant Llorenç des Cardassar (mié, 07 sep 2022)
Este municipio localiza-se na costa oriental de Mallorca a 63 quilómetros de Palma. Possui uma população de quase 9.000 habitantes.  Cardassar em maiorquino significa cardo. Como ocorre em muitos lugares da Ilha, a cada quinta-feira, de 09:00 às 13:30 você poderá curtir uma feirinha no centro da cidade onde comerciantes vendem frutas, verduras, comida, sapatos, roupas e um bonito artesanato. Vários bares e restaurantes, próximos à este evento,  estão abertos para oferecerem a tradicional comida maiorquina. Como desfrutar de Sant Llorenç? Aqui vão as dicas:-   visite a Igreja dedicada a Santo Lorenço, o padroeiro da cidade. Esta paroquia foi documentada pela primeira vez com o nome de Santa Maria de Bellver e desde 1360 já tinha a respectiva licença real. A sua fachada principal foi construída no século XIX e apresenta-se em estilo neoclássico. No seu interior existem capelas laterais que estão dedicadas a vários santo   No retábulo-mor estão as esculturas de São Pedro e São Paulo, e, na parte central, a de São Lourenço segurando a grelha que simboliza o seu martirio. Existem pinturas feitas por Miquel Ponst Cantallops (San Llorenç des Cardassar, 1678- Palma de Mallorca, 1755). Chama muito a atenção uma virgem esculpida em pedra que, possivelmente, é dos finais do século XIV, a Mare de Déu de Bellver. Ela tem o menino no seu braço esquerdo, e, com a sua mão direita segura um livro  aberto no qual está escrito Jesus. Em um importante retábulo de estilo barroco encontra-se a escultura românica de La Mare de Déu Trobada do século XIII.  No retábulo-mor estão as esculturas de São Pedro e São Paulo, e, na parte central a de São Lourenço segurando a grelha que simboliza o seu martirio.  E quem foi São Lourenço? Ele nasceu em Huesca em 225, Espanha e faleceu em 258 em Roma. Ele foi torturado e queimado em uma grelha. De acordo com uma lenda ele foi o responsável pela guarda do Santo Grial usado por Jesus Cristo durante a Última Ceia com os Apóstolos. São Lourenço, atualmente, é o terceiro Santo padroeiro de Roma, Itália, depois de São Pedro e São Paulo. O dia 10 de agosto, que foi o dia do seu martirio, é celebrado em sua homenagem.  Brasão de São Lourenço Brasão de São Lourenço São Francico São Francico Outro lugar que merece a pena ser visitado é a praça da prefeitura (ayuntamiento). Por certo, no século XIX, Sant Llorenç tornou-se independente da cidade de Manacor. Aqui existe uma pedra que está dividida em duas partes e que faz alusão a este acontecimento. Espai 36 - Centre Cultural - C/ Major, 36. É um espaço cultural que promove várias atividades como a dança, teatro, cultura e muito mais. Aqui você será muito bem recebido e obterá todas as informações necessárias para curtir este lugar. Casa Vidania Casa Vidania Em outubro de 2018, infelizmente, ocorreu uma terrível inundação nesta cidade no qual faleceram 13 pessoas. Na chamada zona zero da “Riada de Sant Llorenç” encontra-se uma escultura de Amparo Sard (Son Servera, Mallorca, 1973) que simboliza a solidariedade gerada em Mallorca em torno ao município.  Como chegar a Sant Llorenç? Veja o mapa: Desde Palma através da rodovia Ma-15 que está na direção de Manacor. Depois a Ma-15F até o destino final.   Espero que você tenha desfrutado desta experiência em Sant Llorenç. Até o próximo Elianas Blog com mais coisas interessantes sobre esta Ilha que tenho muita adimiração.   Abraços de Mallorca, Eliana Pacifico Guia Oficial de Turismo das Ilhas Baleares.   Meu Facebook e meu Instagram
>> Leer más

Es Baluard (Fri, 12 Aug 2022)
O Museu de Arte Moderno e Contemporâneo de Palma foi inaugurado em 2004 pelos Reis da Espanha. Baluard significa fortaleza em maiorquino. Este prédio foi construído no século XVI pelo engenheiro militar italiano Capitão Fratin. O museu está dividido em 3 níveis que estão conectados com o exterior, com a muralha renascentista, e, entre sí através de rampas, claraboias e enormes balcões interiores. O edificio principal foi projetado em 2003 sendo que a área total deste complexo é de, aproximadamente, 5.000 metros quadrados. Durante as obras os trabalhadores encontraram, no sotão, um enorme reservatório com capacidade para guardar 3 milhões de litros de água. Esta água vinha da “Font de la Villa” localizada a dez quilômetros no norte de Palma. Era usada para atender à população que vivia na parte baixa da cidade durante o século XVII.  Atualmente o reservatorio  é usado para eventos, jantares, concertos de música, sala de exposições etc. Es Baluard é administrado pelo Governo das Ilhas Baleares, Consell Insular de Mallorca, o Ayuntamiento (Prefeitura) de Palma e a Fundació de Art Serra. As coleções de arte deste museu estão compostas por trabalhos de artistas que estão conectados com as tendências  internacionais desde o século XIX como Anglada-Camarasa, Joan Miró, Picasso, Joaquin Sorolla, Antoni Tapies, Miquel Barceló entre otros. Além das coleções permanentes, o ano inteiro existem exibições itinerantes. Three Graces in Blue (1993) - existem 3 containers  que foram feitos com plexiglas e que estão ligados entre sí. Encontram-se em posição vertical graças a uma estrutura de aço - autora Rebecca Horn (1944 - Michelstadt) artista visual alemã. No seu exterior localizam-se várias esculturas: No seu exterior localizam-se várias esculturas:  Na direção oposta à entrada principal existe um outro acesso. Está na Carrer (rua) Puig de San Pere. A base da muralha da torre é da época dos árabes, ou seja, de 1105. Entretanto este edificio foi construído na época da muralha renascentista.   Big Moma (2002) - faz alusão à maternidade - autor Richard Hudson (1954 - Worcestershire) - escultor britânico Estatua de Jorge Ofeiza Estatua de Jorge Ofeiza - Bull (2007) - feita em bronze, têm 15 metros de altura e pesa 45 toneladas - autor Santiago Calatrava (1951 - Benimámet ) arquiteto espanhol -   Não vaia embora de Es Baluard sem visitar os seus terraços. Eles têm uma das melhores vistas da cidade! Desde alí você curtirá a Catedral, o Palácio de La Almudaina, o porto de Palma, o Castelo de Bellver e muito mais. Siga os meus conselhos! A experiência conta! O que mais você poderá apreciar neste Museu? - uma excelente livraria com livros de arte e pensamento contemporâneo, revistas, catálogos e presentes muito originais. Se você quiser poderá alugar Es Baluard para eventos ou celebrações. Es Baluard Plaça de La Porta de Santa Catalina, 10 Palma   Horários: De terça-feira a sábado: 10:00h - 20:00h Domingo: 10:00h - 15:00h Segunda-feira : fechado.   Ingressos: - 6€ - 4€ - somente para mostras itinerantes - 2€ - se você for com a bicicleta! Crianças menores de 12 anos - grátis.   Dúvidas ou perguntas: info@eliana-guia.com     Até a próxima!   Abraços de Mallorca, Eliana Pacifico Guia Oficial de Turismo das Ilhas Baleares   Meu Facebook e meu Instagram
>> Leer más

Escribir comentario

Comentarios: 0