Cultura

Os portais da Catedral de Palma
A Catedral de Palma, conhecida como La Seo, foi construída entre os séculos XIII e XVIII. De acordo com a lenda, o Rei Jaime I , de Aragão (1213-1276) e os seus soldados enfrentaram uma enorme tempestade durante a travessia de Tarragona a Mallorca. Ele prometeu que, se eles sobrevivessem, mandaria construir um templo em homenagem à Virgem Maria. A promessa começou a ser cumprida através do seu filho o Rei Jaime II (1276-1311) nos finais do século XIII.
O Convento de Santa Clara
O Convento de Santa Clara está situado no centro histórico da cidade de Palma. Ele foi fundado em 1256 após ajuda e autorização, respectivamente, do Rei Jaime I de Aragão (1213-1276) e do Papa Alejandro IV ( 1254-1261 - Papa número 181 da Igreja Católica). Catalina Berenguer e a sua irmã Guillermina, freiras oriundas de Tarragona, foram as responsáveis por impulsar este convento a partir de 1260. Elas pertenceram à nobreza catalana.
A Basilica de Sant Francesc - 2
Depois de conhecer os exteriores da Basílica Menor de Sant Francesc (clique aqui se ainda não viu a 1a. parte) chegou a hora de visitar o seu interior. O Papa Pio XII a proclamou Basílica Menor em 1943, em 1981 o seu convento foi declarado “Bien de Interes Cultural” das Ilhas Baleares.
A Basilica de Sant Francesc
Esta Basílica está localizada na Plaza de Sant Francesc, no centro histórico da cidade, próxima à Catedral de Palma. Chama muito a nossa atenção o seu portal barroco. Por outro lado se comparamos o seu tamanho com outras igrejas de Mallorca, sem dúvidas, ela é suntuosa. De acordo com a historia, a primeira pedra deste templo foi colocada em 1281 pelo então Rei Jaime II de Mallorca (1276-1311). Ele doou terrenos à Ordem dos Franciscanos. Neste lugar eles elegeram construir o seu convento.
O ano de 1229 foi decisivo para Mallorca, ou seja, foi conquistada pelo Rei Jaime I de Aragão das mãos dos árabes que estavam aqui desde 903. Entretanto, de acordo com os historiadores, as grandes reformas ou construções foram feitas pelo seu filho o Rei Jaime II, de Mallorca que assumiu o poder no ano de 1276 até 1311, ano do seu falecimento.
Continuamos com a nossa visita pelo Palácio de La Almudaina. Os árabes deixaram tanto na Espanha como em Mallorca uma enorme herança incluindo palavras que até hoje estão presentes no cotidiano, como por exemplo, nomes de cidades na Ilha: Alcúdia (que significa monte), Algaida (que significa bosque) ou o nome da Serra de Alfabia (que significa jarro de azeitonas), entre outras tantas. E aproveito a ocasião para dizer que Almudaina significa fortaleza.
Mallorca, durante quase uns 100 anos, foi um reinado, ou seja, desde 1276 até 1343. A monarquia maiorquina estava submetida às ordens da Coroa de Aragão. A Ilha já havia sido habitada por muitas civilizações, e, se voltamos um pouco mais no passado, descobriremos que também foi ocupada pelos árabes. Isto aconteceu entre 903 e 1229, aproximadamente.
Estes espaços estão ao ar livre e podem ser visitados no centro histórico da cidade. Este Eliana’s Blog é dedicado a 2 zonas públicas ajardinadas que eu lhe recomendo visitar quando esteja passeando pela cidade:
O dia 14 de fevereiro na Europa e nos Estados Unidos é conhecido como o dia de São Valentim, o Dia do Amor ou dos Namorados. Sim, o amor continua no ar!
Palau significa palácio em maiorquino. Na Europa os palácios sempre foram identificados como residências dos reis, burgueses e nobres. Costumam ser edifícios enormes e que no seu dia tiveram todo tipo de luxo para os seus moradores. A história dos palácios ou palacetes maiorquinos originou-se no século XIII. São autênticas joias! Palma tem aproximadamente uns 60 palácios que foram edificados em diversos estilos: medieval, gótico, barroco, renascentista etc.

Mostrar más